Segunda-feira, Dezembro 18, 2017
Início Livros Autobiografia O resto do que ficou

O resto do que ficou

Hugo Santos

9.50 

ISBN: 978-989-97439-4-6

,

Sinopse

Este é um livro autobiográfico. Todo ele está escrito em forma de diálogo. Um diálogo interior.
Nele são relatados acontecimentos da família do autor. O autor é artista plástico. É filho único. Ambos os pais tiveram cancro. (…) Para além dos relatos (ou no meio deles) são abordadas várias questões, inquietações, ânsias, dúvidas, elaborações metafísicas, e crises existenciais.

Prefácio

«Como a Poesia era, para Sophia, “uma perseguição do real”, esta prosa de Hugo Santos também o é. Mas que real procura Hugo Santos? Respondo com Novalis — o autêntico real absoluto. Para tanto era preciso inventar uma nova forma de narrar. De certa forma compor «uma Penélope de uma extracção diferente» (Mário Sacramento). Hugo Santos consegue realizar esse exercício com um êxito que me surpreendeu. Ao ler as primeiras páginas deste diálogo de Hugo consigo próprio entrevi a catástrofe do fracasso total. Mas à medida que me alongava na leitura fui sendo conquistado pelo autor, um duplo autor, para a novidade desta escrita em diálogo. Nada falta a este diálogo. Ironia, quanto baste. Subtileza na crítica que um faz ao seu duplo. Emoção repartida e verdadeira, quando é caso disso. Humor cáustico para que o Hugo não se tome muito a sério a si próprio. Creio que é a primeira vez que leio um texto que acontece, em diálogo, na autoconsciência do seu autor. (…)»

Daniel Serrão

Autor(es)

Hugo Santos