Rogério Santos

    0
    26
    Rogério Santos

    Licenciado em História (Universidade do Porto) e mestre e doutor em Ciências da Comunicação (Universidade Nova de Lisboa). Coordenador e especialista em comunicação nas telecomunicações (Telefones de Lisboa e Porto e Portugal Telecom) (1983-2001) e docente na Universidade Católica Portuguesa (2002-2016). Aqui, foi professor associado e responsável pela área científica de Ciências da Comunicação, tendo lecionado Teorias da Comunicação, Públicos e Audiências, Sociologia dos Media e História dos Media, entre outras disciplinas. Dirigiu a revista Media XXI (2003-2005). Investigador no Centro de Estudos de Comunicação e Cultura (Universidade Católica Portuguesa), trabalha presentemente em dois projetos financiados pela FCT: Para uma História do Jornalismo em Portugal e Broadcasting in the Portuguese Empire (BiPE) (2018-2022). Tem 18 livros e 25 capítulos de livros publicados nas áreas de história das telecomunicações e da rádio, media e jornalismo. Livros mais recentes: A Rádio Colonial em Angola. Festas e Rifas para Comprar o Emissor (Universidade Católica Editora, 2020), Os Microfones da Rádio: do Portuense à Delírio (Minerva Coimbra, 2020) e Sintonias da Rádio em Lisboa, 1924-1975 (Colibri, 2018). Este é o primeiro livro de ficção do autor.